segunda-feira, 28 de março de 2011

Visita ao Bacarelli turma da manha


Ao dizer que iriamos no Instituto Baccarelli, para muitos foi uma surpresa, outros disseram:"Nossa, lá e´ muito difícil de entrar...Até para visitar".

Durante o caminho, a ansiedade fez com que uma das participantes perguntasse:"Como funciona lá dentro,é somente aulas de música?"
Eu deixei ela curiosa, até porque é importante ela se aventurar.Antes de chegar, tive a impressão de que todos estavam até anciosos, mas não muito animados.

Ao chegarmos, a recepção da instrutora Natalie, foi muito acolhedora e muito explicativa, ela entrou no mundo do pessoal e chamou a atenção. Porque eles descobriram que lá há pessoas como eles, que moram na rua de cima da sua casa, que estudam na mesma escola e hoje estão na orquestra, orquestra que arrepiou no ensaio e alguns diziam durante a visita:" Eu quase chorei. Porque sentimos vontade de chorar?

Alguns saíram dessa escola, que mais parece uma "família",com vontade e esperança de participar do Baccarelli, foi tanta euforia que precisei parar na rua, para ouvir cada um! Eles querem voltar, para assistir mais um ensaio da orquestra!!-Aliás, a semana inteira eles pediram para voltar.
Quando fomos conversar, muitos ficaram surpresos, porque aluguns nem sabiam o que era o Baccarelli.E nos relatos, os que não conheciam, são os que mais se empolgaram após a visita...


"Aqui eu consegui sentir a música, o som de cada instrumento" Jean (Tarde)
"Eu quero tocar aqui, gosto muito de música. Essa visita me anima e serve como incentivo para continuar
com meu grupo de samba."Roger (Manhã)
"Sem palavras, só quero voltar e ir nas apresentações, muito bom" Talles.(manhã)


Queremos agradecer muito a recepção e disponibilidade da Natalie e a todos do Instituto Baccarelli!!



quinta-feira, 10 de março de 2011

Transformópolis

Heliópolis em processo de urbanização!
Estamos vivendo um marco no processo de urbanização, depois de muitas batalhas, muito sofrimento de todos os moradores do bairro, estamos começando a colher os frutos dessa luta. Ainda é o começo e sabemos que muito ainda será realizado, afinal a luta não para, queremos a mesma igualdade dos outros bairros ao nosso redor, não queremos mais ser tachados como "favela".
Para isso nós moradores devemos trabalhar e organizar o lugar onde moramos, valorizar o momento e o nosso lugar!Obedecer regras e não permitir que poucas pessoas sujeite nosso local à sujeira, caos e desordem.Parabéns à todos moradores pela sua luta, pelos seus direitos conquistados!!!
Logo mais iremos postar novas fotos do nosso bairro e as modificações que alteram o dia-a-dai por aqui.